Rio de Janeiro, 01 de Dezembro de 2017 | Ano 12 | Nº 585
Compartilhar

Prêmio reconheceu melhores trabalhos jornalísticos de 2017

Noite também marcou entrega de prêmios aos vencedores do I Concurso de Artigos de Professores da Escola

  • Mais de 300 pessoas lotaram o auditório do Museu do Amanhã. | Fotos: Divulgação
  • O presidente da Escola Nacional de Seguros, Robert Bittar.
  • O presidente da Fenacor, Armando Vergilio.
  • O presidente da CNseg, Marcio Coriolano.
  • O superintendente da Susep, Joaquim Mendanha.
  • O CEO Américas da Generali, Antônio Cássio dos Santos.
  • Os jornalistas Anne Lottermann e Vandrey Pereira.
  • Os três premiados do I Concurso de Artigos de Professores da Escola Nacional de Seguros.
  • As três premiadas da categoria Imprensa Especializada do Mercado de Seguros.
  • Os três premiados da categoria Webjornalismo.
  • Os três premiados da categoria Rádio.
  • Os três premiados da categoria Televisão.
  • Os três premiados da categoria Mídia Impressa.
  • Os três finalistas da categoria Prêmio Especial Corretor de Seguros.
  • Mais de 300 pessoas lotaram o auditório do Museu do Amanhã. | Fotos: Divulgação
  • O presidente da Escola Nacional de Seguros, Robert Bittar.
  • O presidente da Fenacor, Armando Vergilio.
  • O presidente da CNseg, Marcio Coriolano.
  • O superintendente da Susep, Joaquim Mendanha.
  • O CEO Américas da Generali, Antônio Cássio dos Santos.
  • Os jornalistas Anne Lottermann e Vandrey Pereira.
  • Os três premiados do I Concurso de Artigos de Professores da Escola Nacional de Seguros.
  • As três premiadas da categoria Imprensa Especializada do Mercado de Seguros.
  • Os três premiados da categoria Webjornalismo.
  • Os três premiados da categoria Rádio.
  • Os três premiados da categoria Televisão.
  • Os três premiados da categoria Mídia Impressa.
  • Os três finalistas da categoria Prêmio Especial Corretor de Seguros.

Um dos pontos turísticos mais visitados do Rio de Janeiro (RJ), o Museu do Amanhã foi palco da cerimônia de entrega do Prêmio Nacional de Jornalismo em Seguros, promovido pela Fenacor em parceria com a Escola Nacional de Seguros e CNseg, apoio do IRB Brasil RE, e patrocínio especial da Generali e Porto Seguro.
 
O evento aconteceu na noite do último dia 29 e foi prestigiado por mais de 300 pessoas, entre autoridades, personalidades do setor e jornalistas de todo o País. Em sua segunda edição, o Prêmio distribuiu R$ 270 mil aos vencedores das seis categorias: Imprensa Especializada do Mercado de Seguros, Webjornalismo, Rádio, Televisão, Mídia Impressa e Prêmio Especial Corretor de Seguros.
 
As atividades foram abertas pelos mestres de cerimônia, os jornalistas Anne Lottermann e Vandrey Pereira, que passaram a palavra aos presidentes Robert Bittar (Escola Nacional de Seguros), Armando Vergilio (Fenacor) e Marcio Coriolano (CNseg), e ao superintendente da Susep, Joaquim Mendanha.
 
O anfitrião Armando Vergilio foi o primeiro a discursar. Ele agradeceu o apoio das instituições apoiadoras e parceiras, e destacou o crescimento do Prêmio, que teve 742 trabalhos inscritos, quase o dobro da primeira edição. “Nesse ano, o Prêmio se consolida definitivamente como o maior e melhor do País”, comemorou.
 
Professores como fonte
 
Para Marcio Coriolano, o Prêmio vem ao encontro de diversos projetos da CNseg, como o Programa de Educação em Seguros. “A importância do seguro é desproporcional ao conhecimento que a sociedade tem dele, ações como essas ajudam a mudar esse cenário”.
 
Na opinião de Robert Bittar, ao apoiar o Prêmio, a Escola cumpre uma de suas missões, que é a divulgação do instituto Seguro. O executivo também lembrou a importância dos professores da Instituição para o sucesso dessa segunda edição. “Eles foram fontes importantes e concederam informações fundamentais para a elaboração das matérias”.
 
A última autoridade a se pronunciar foi Joaquim Mendanha. O titular da Susep enalteceu a amplitude do Prêmio e destacou a sinergia da iniciativa com as diretrizes da autarquia. “Dialoga com o trabalho que desenvolvemos em prol do consumidor de seguros”.
 
Também prestigiaram a solenidade os dirigentes da Escola, Claudio Contador (diretor do CPES), Maria Helena Monteiro (diretora de Ensino Técnico), Mario Pinto (diretor de Ensino Superior), Paola Casado (diretora Administrativo-Financeira), Carla Pieroni (superintendente de Comunicação e Marketing), Lucia Quental (superintendente de Tecnologia da Informação), além de gerentes e coordenadores.
 
Conheça aqui os 18 vencedores da segunda edição do Prêmio Nacional de Jornalismo em Seguros.
 
Concurso de artigos
 
O evento também marcou o anúncio dos três melhores trabalhos do I Concurso de Artigos de Professores da Escola Nacional de Seguros. Aberta a toda comunidade acadêmica dos cursos técnicos, de graduação e MBA da Escola, a iniciativa tem como objetivo reconhecer e divulgar a atuação dos docentes, incentivando a Educação em Seguros.
 
Com um total de 36 artigos inscritos, o concurso distribuiu prêmios em dinheiro. Os dirigentes da Escola, Robert Bittar, Maria Helena Monteiro e Mario Pinto, entregaram os cheques simbólicos e placas aos vencedores, que terão seus textos publicados na primeira edição de 2018 da revista técnica da Escola, Cadernos de Seguro.
 
Conheça abaixo autores e títulos das melhores obras:
 
- 1º colocado
Artigo: “Estamos a caminho da disrupção dos Seguros?”
Autor: Aderbal Humberto Braun Amaro
Categoria: Os Seguros e as Novas Tecnologias
 
- 2º colocado
Artigo: “Previdência Complementar e o Estado. Podemos falar sobre esse assunto?”
Autor: José Percy Maynardes Junior
Categoria: Previdência Privada
 
- 3º colocado
Artigo: “Drones, negócio das alturas”
Autor: Raphael Saydi Macedo Mussi
Categoria: Os Seguros e as Novas Tecnologias